Pré requisitos um pouco atípicos no Sumaré

Continuando a série Uma Francesa no Sumaré, da nossa colaboradora Madeleine: Viver por 18 anos na mesma casa, em uma área verde, a 10 km de…

Continue lendo


Continuando a série Uma Francesa no Sumaré, da nossa colaboradora Madeleine:

Viver por 18 anos na mesma casa, em uma área verde, a 10 km de Paris, acaba tornando difícil a tarefa de encontrar algo que seja similar, ou no mínimo tão confortável: “Nós não somos uma família de exilados, experientes em plantar raízes regularmente em todo o mundo. Uma vez que a decisão de instalar o “para sempre” em São Paulo foi tomada, tínhamos a obrigação de encontrar o melhor local para a família.”

 

Primeiro pré requisito: Independência juvenil

“Os meninos costumavam ser bem independentes, e aqui não poderia ser diferente. Eles deveriam ao menos, ter capacidade de irem sozinhos até o metrô.

E para minha surpresa, até a estação Chácara Klabin,  eles viajam com segurança e dentro de um tempo razoável: porta a porta,  levam 30 minutos pela linha verde. Ela é direta e eles viajam sentados.”

Segundo pré requisito: O pai, preocupação com distância e trânsito

“Meu marido trabalha em Campinas e as vezes vai para São José dos Campos. Sua meta é  chegar no escritório, sem arriscar ficar preso no trânsito. Ele leva em média 1h15 para chegar ao trabalho.” Poderia ter sido pior…

Terceiro requisito: Anseios de mamãe

Madeleine estava disposta a aceitar, apesar de sua vertigem, a ideia de viver em uma dessas grandes torres paulistas. “Mas não podia ser muito distante, não estou de carro 100% do meu tempo”.  Por sorte, ela encontrou uma casa muito agradável, apenas 10 minutos de caminhada até o metrô, estações Sumaré e/ou Vila Madalena.

 

Ir às compras ficou fácil! Há menos de duas quadras de onde mora, Madeleine tem acesso ao mercado, à padaria, corte e costura, salão de beleza, lavanderia e relojoeiro e etc… “É perfeito!”, comemora nossa amiga!